O mistério dos Arautos do Evangelho

Para quem nos conhece, o“mistério” é o que diz a autora do artigo que transcrevemos a seguir: Eis o grande mistério dos Arautos do Evangelho: vida interior e desejo de santidade. Publicado na revista Tempo do mês de setembro de 2017, página 48.

Para quem ainda não nos conhece, pode ver no texto o “mistério”…


Continue reading

Escravidão que liberta

Quando pensamos em corrente, imaginamos logo uma prisão e a inerente privação da liberdade, esquecendo-nos de ser ela mais comumente utilizada como instrumento de proteção. A título de exemplo, citemos o seu uso marítimo: como meio de evitar que os grandes barcos sejam arrastados ao capricho das ondas, eles são amarrados junto ao cais ou a âncoras solidamente fincadas no fundo do mar.

Continue reading

Maria, a melhor expressão da Misericórdia de Deus

          Virgem Maria recém nascida

Quatro mil anos! Sim, quatro mil anos os justos do Antigo Testamento esperaram a vindo do Salvador prometido desde a queda de nossos primeiros pais, Adão e Eva. Suplicaram os Patriarcas, os Juízes, os Profetas, suplicaram enfim as almas santas que durante todo esse tempo viveram. Um dia a promessa teve seu início de cumprimento. E que início: nasceu Aquela que devia dar à luz o Salvador.

É precisamente essa Virgem que haveria de conceber e dar a luz um filho (cf. Is, 7, 14) cujo nascimento a Igreja comemora hoje em toda a terra: 8 de setembro, a Natividade de Maria.


Continue reading

Os Anjos, nossos amigos

Pois eu só creio no que vejo!!

Logo a seguir tocou o celular de quem assim falara. Enquanto ele falava com alguém retive o que ia lhe responder, mas aproveitei a ocasião e fingindo-me de bobo, perguntei-lhe:

Como você sabia que alguém ligava para você?

Continue reading

Perfume em frasco pequeno

O conhecido orador sacro e escritor, Pe. Antônio Vieira, assim conclui uma de suas cartas ao Rei de Portugal: “Perdoe-me Vossa Alteza a extensão desta carta, mas é que não tive tempo de fazer uma menor”.(1) E não é ironia. Muitas vezes, é mais difícil expressar resumidamente um pensamento do que expô-lo sem a preocupação de ser breve.

Essa frase do Pe. Vieira veio-me à memória a propósito de algo muito difícil de dizer em poucas palavras. Mas o Mons. João Clá conseguiu.


Continue reading

NOTA DE ESCLARECIMENTO

ARQUIDIOCESE DE SALVADOR PUBLICA NOTA DE ESCLARECIMENTO DOS ARAUTOS DO EVANGELHO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Saudações afetuosas em Jesus e Maria!

Temos recebido de várias partes manifestações de solidariedade a respeito de vídeos e de notícias envolvendo o nome dos Arautos, de seu Fundador e de uma visita apostólica. As coisas complicadas tornam-se simples quando explicadas à luz da verdade.

Trata-se de vídeos antigos, os quais foram subtraídos de modo indevido, com divulgação alterada. A Associação Arautos do Evangelho tomou as providências necessárias, à luz da Teologia Católica e segundo os princípios do Direito Canônico, e deu o assunto como encerrado.

Quanto à renúncia do Fundador, já estava prevista há certo tempo e se efetivou com serenidade, também de acordo com os fundamentos do Direito Canônico. Com efeito, tendo em vista o grande crescimento e proporção atingidos pela obra nascida de suas mãos, Mons. João Scognamiglio Clá Dias julgou por bem se elevar à posição de mediador junto a Deus pelos seus, a fim de que um de seus filhos espirituais continue a obra por ele começada. Contudo, não caberá a um outro a missão de pai, pois o papel dele junto a seus filhos é insubstituível, uma vez que ele foi por Deus constituído como verdadeiro modelo e guia, ademais de guardião deste carisma.

No que diz respeito à visita apostólica, ela pode ocorrer em qualquer momento junto a um instituto religioso. É fato natural, visa ajudar nas orientações e objetivos em todos os níveis.

Por fim, concluímos com Santo Irineu, afirmando que “a diversidade de carismas, os ministérios, a glorificação do Pai, tudo isto, como uma sinfonia bem composta e harmoniosa, Ele [Jesus] manifestou aos homens, no tempo próprio, para seu proveito. Porque onde há composição, há harmonia; onde há harmonia, tudo acontece no tempo próprio; e quando tudo acontece no tempo próprio, há proveito.” (Do Tratado contra as heresias, de Santo Irineu, bispo, Lib. 4, 20, 6)

Na Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, renovamos nossa total fidelidade à Cátedra de Pedro, e confirmamos nossa adesão ao Magistério, com o coração e com o labor em prol da salvação das almas.

São Paulo, 29 de junho de 2017.

Pe. Alex Barbosa de Brito, EP

Conselheiro

Vaticano – Arautos do Evangelho quando da aprovação pontifícia