Quem é verdadeiramente pobre?

Nunca houve tantas associações filantrópicas como em nossos dias, mas também nunca foi mais profunda entre os homens a sensação de penúria e abandono. Quais as causas das novas formas de pobreza que assolam o mundo contemporâneo?

Ou ainda: Haverá modos bons de ser rico ou maus de ser pobre? A riqueza é, necessariamente, algo mau e a pobreza algo bom? Continue reading

Um piedoso equívoco

Conversando com uma senhora – devota do Rosário –, de repente ela teve  esse dito:

– Na quarta dezena do terço eu só digo ‘Apresentação do Menino Jesus no Templo’ e nunca completo com ‘e Purificação de Nossa Senhora’. Por que falar em purificação de Maria se Ela é Imaculada? Continue reading

Crescer na confiança

Olhando em nosso entorno — seja ele o de relações, acontecimentos, da rotina tantas vezes estressante, etc. — há momentos em que “tudo vem abaixo”. Nessa hora é fundamental considerar a atitude daqueles que a Igreja põe para nós como modelos. O fato e rápido comentário do mesmo  feito pelo Dr. Plinio Corrêa de Oliveira é muito elucidativo. Continue reading

Maria, Mãe de Jesus

Os grandes teólogos têm, a respeito de Nossa Senhora, uma expressão muito adequada: “De Maria nunca é demais se falar”. Por esta razão e pelo fato de que os afazeres do dia a dia podem diminuir em nós as convicções religiosas, em alguns posts, daremos um breve apanhado de alguns pontos referentes a Nossa Senhora, sem — nem de longe — pretender esgotar o assunto Continue reading

Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem – IV

(Parte IV das considerações do Pe. Juan Carlos Casté sobre o “Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem” )

O ato de perfeita consagração nas mãos de Maria, propugnado pela devoção ensinada por São Luís Grignion de Montfort consiste em entregarmos a Ela “nosso corpo, com todos os seus membros e sentidos; nossa alma, com todas as suas potências; nossos bens exteriores que chamamos de fortuna, atuais e vindouros; nossos bens interiores e espirituais, que são nossos méritos, nossas virtudes, nossas boas obras presentes, passadas e futuras”. (12) Continue reading

Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem – III

(Parte III das considerações do Pe. Juan Carlos Casté sobre o “Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem” )

 

Mas por que ser escravo de Jesus por meio de Maria? A devoção a Ela não acaba por desviar nossa atenção de Cristo?
.
.
.
.
Continue reading

Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem – II

(Continuação do post anterior “Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem – I” )

 

A pedra angular da doutrina exposta por São Luís Grignion é uma verdade por vezes olvidada: “Antes do Batismo, nós pertencíamos ao demônio como seus escravos, e o Batismo nos transformou em verdadeiros escravos de Jesus Cristo”. (4) Continue reading

Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem – I

(Postaremos uma série de artigos sobre o Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem de São Luís Grignion de Montfort de autoria do Pe. Juan Carlos Casté, EP, especialmente claros e fundamentados que podem ser de muita utilidade para os que fazem o Curso de preparação para a Consagração a Nossa Senhora)
Continue reading

Mensageira do Sagrado Coração – VÍDEO

Uma das mais difundidas devoções a Nosso Senhor é a que os fiéis de todo mundo dirigem ao Sagrado Coração de Jesus. Poucos conhecem, entretanto, o essencial da mensagem que o Divino Mestre quis comunicar. Talvez conheçam menos ainda algo sobre aquela que Jesus quis ter como sua mensageira, Santa Margarida Maria Alacoque, cuja memória a Igreja celebra hoje. O vídeo a seguir é esclarecedor neste sentido.

 

 

 

 

Ilustrações: Arautos do Evangelho

A maior santidade possível

O Papa Pio IX, proclamou em 1854 o dogma da Imaculada Conceição  de Nossa Senhora, para o regozijo de todo orbe cristão. Sublime prerrogativa esta, a de ser preservada de toda mancha!

Este dogma contém não só um aspecto negativo— ter sido Ela concebida sem pecado — mas também o aspecto positivo: foi concebida em graça, como afirma o Concílio Vaticano II: “enriquecida, desde o primeiro instante da sua Conceição, com os esplendores duma santidade singular”. ⁽¹⁾ Continue reading