Nunca tantos deveram tanto a um só

Na Segunda Guerra Mundial, a Inglaterra, sob o risco de uma iminente invasão alemã, resistiu galhardamente. Boa parte da vitória deveu-se aos pilotos de caça das bases aéreas próximas a Londres. Foram três dias de encarniçada defesa, mas por fim os ingleses barraram o ataque aéreo e a invasão fracassou.

Pilotos destas bases chegaram a cumprir mais de 20 missões em 24 horas. Alguns não dormiram mais que 2 a 3 horas nesses dias. E venceram a ameaça. Continue reading

Maria, síntese do universo

Quando se observa uma bela pedra preciosa podemos ficar admirados com o fulgor de suas cores, o acerto com que foi lapidada, etc. Porém se  esta mesma pedra estiver incrustada, por exemplo, no alto de uma coroa, vemos que ela ganha em significado e se compreende melhor seu valor por ter sido colocada naquele lugar. Na ilustração que abre este post, a pedra preciosa colocada no centro da cruz, no alto da coroa ganhou muito em ter sido colocada ali.

Esse fato material, natural é por sua vez símbolo de uma beleza especial, já não material, mas espiritual.

 Apliquemos esse princípio a Nossa Senhora. Por que Deus a colocou tão alto na ordem espiritual a ponto d’Ela ser Mãe d’Ele feito homem, ser Rainha e Senhora dos Anjos, seres por sua natureza superiores a Ela?

Deus, sendo a própria Sabedoria, dispôs os seres criados numa escala perfeita: minerais (inertes, sem vida), vegetais (já têm vida, mas não sentem nem movem-se), os animais (além da vida, movem-se e sentem), o homem (corpo como os animais, porém com alma inteligente e imortal) e por fim os Anjos (puros espíritos)

Vendo essa gradação que vai da matéria inanimada até o sublime espírito de um Anjo, pode-se verificar que o homem é uma espécie de resumo de todo conjunto: tem em si minerais, vegetais (por exemplo, a flora intestinal), tem corpo como os animais e espírito como os Anjos.

Por esta razão, afirmam os teólogos, Deus quis encarnar-se num homem, honrando desse modo o conjunto da Criação. E para ser inteiramente homem sem deixar de ser Deus, escolheu Nossa Senhora para n’Ela ser concebido milagrosamente. (1)

Elevada assim colaborar com a Encarnação, Maria Santíssima ficou posta por Deus num patamar espiritual superior ao mais alto dos Anjos.

O vídeo que hoje apresentamos mostra bem aquilo que Ela própria afirma no Magnificat, o canto que entoou na visita a sua prima Isabel: Fez em mim grandes coisas Aquele que é poderoso e cujo nome é santo. (Lc 1, 49)

VÌDEO – clique na imagem

 

 

(1) No projeto STURP (Shroud of Turin Research Project) realizado pela NASA em 1978, na amostra de sangue encontrada no Santo Sudário de Turim, houve dois achados impressionantes: 1º – todos os itens do hemograma estavam no estado de perfeição; 2º (e é mais impressionante!) O DNA só continha o elemento feminino, confirmando assim as palavras do Anjo a Nossa Senhora de que Ela não deixaria de ser virgem, pois quem geraria milagrosamente a Jesus seria o Espírito Santo (Cf. Lc 1, 36). Cf. http://www.shroudofturin.com/sturp.html ,ver também https://er.jsc.nasa.gov/seh/shroud.html

Maria Rainha

“(…) chegado à convicção de que seriam grandes as vantagens para a Igreja (…)com Nossa Autoridade Apostólica decretamos e instituímos a festa de Maria Rainha, para ser celebrada cada ano em todo o mundo”.

Com estas palavras o Papa Pio XII instituiu o que o coração de gerações de católicos ansiava: ver Nossa Senhora declarada Rainha. (1)

Por que este título? É apenas metafórico — como dizer que a rosa é a rainha das flores? Ou Maria Santíssima é realmente Rainha? Continue reading

Não deixe de voar!

“As dificuldades não são obstáculos; são degraus para você subir”. Era a frase — inspirada! — que alguém colocou bem na entrada da Faculdade.

Creio que mais inspirada ainda foi a sequência de cenas organizadas por um amigo no vídeo a seguir, pois traz um belo inventivo para o que mais impede muitos de prosseguir: a perseverança.

Justiça e misericórdia

Uma humanidade perseverante na sua impiedade tudo tem a esperar dos rigores de Deus. Mas Deus, que é infinitamente misericordioso, não quer a morte desta humanidade pecadora, mas sim “que ela se converta e viva”. E, por isto, sua graça procura insistentemente todos os homens, para que abandonem seus péssimos caminhos e voltem para o aprisco do Bom Pastor. Continue reading

Lágrimas, milagroso aviso… de alegria

Do dia 21 a 26 de abril deste ano, 11 imagens choraram em casas dos Arautos do Evangelho, sendo 8 delas imagens de Nossa Senhora de Fátima. Numerosas testemunhas constataram a veracidade dos fatos, entre elas vários sacerdotes, um juiz de Direito e grande número de adultos de fora do quadro dos Arautos do Evangelho.

Fato inédito na História: tantas imagens vertendo lágrimas nas casas de uma mesma instituição. E por tratar-se de representações da Virgem de Fátima, nossa atenção deve se redobrar, pois sem dúvida, neste fim de centenário das aparições, Ela nos traz algum sinal, algum aviso, alguma mensagem. Continue reading

As vozes não mentiram

Nesta semana  a Liturgia celebra a memória de Santa Joana d’Arc, a virgem heroína que foi instrumento da Providência para a libertação da França ante a ocupação inglesa no século XV.

Libertação, pois pouco tempo após, a Inglaterra romperia com a Igreja, aderindo aos erros de Lutero e se dobraria ante os desvarios de um rei libertino, Henrique VIII. Continue reading