As duas pegadas

Arrumar as gavetas, muitas vezes nos trazem surpresas agradáveis. Na última arrumação, vejam o que encontrei. Estava na página de algum folheto que a anos havia pego não sei bem onde.

“Um dia eu tive um sonho…

Sonhei que estava andando na praia com Jesus. E no céu passavam cenas da minha vida. Para cada cena que passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia: um era meu e outro, do Senhor.

Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia, e notei que muitas vezes, no caminho da minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei também que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiantes da minha vida.

Isso aborreceu-me bastante e perguntei então a Jesus:

— Senhor, Vós não me dissestes que, tendo eu resolvido vos seguir, andaríeis sempre comigo, em todo o caminho? Contudo, notei que durante as maiores tribulações da minha vida havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo por que nas horas em que eu mais necessitava de Vós, me deixastes sozinho.

Jesus, sereno, respondeu-me:

— Filho querido, jamais te deixaria nas horas de prova e de sofrimento. Quando viste na areia apenas um par de pegadas, eram as minhas. Foi exatamente aí que te carreguei nos braços…”

One thought on “As duas pegadas

  1. Maravilhas do céu,
    Eu já tive em algumas situações
    que fui carregada no colo,pois por mim ,não aguentava mais.
    Salve Maria !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *