Se você não abrir…

Um famoso pintor, conhecido pelo realismo e precisão de suas obras, pintou certa vez um quadro no qual se inspirou o escultor da obra cuja foto reproduzimos.

— Há um erro no seu quadro — observaram-lhe.

— Qual?

— A porta não tem fechadura…

— Então acertei. Não é erro; essa porta

só abre por dentro: é a porta da alma, ou do coração, se quiser.

* * *

Com efeito, Jesus bate em inúmeras ocasiões à nossa porta: quando admiramos um belo pôr do Sol, ao recebermos um bom conselho, ao lermos uma palavra edificante, quando nos aproximamos dos Sacramentos ou estamos junto ao Sacrário, no silêncio da oração ou até mesmo quando nos visita o sofrimento.

“Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e Me abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, Eu com ele e ele comigo” (Ap 3, 20), diz a Sagrada Escritura. Nesses momentos está querendo entrar em nosso íntimo.

Contudo, não raras vezes ficamos surdos a seu toque… As correrias do dia a dia, as preocupações com as coisas materiais, o egoísmo e nosso imediatismo não nos deixam ouvir a chegada de tão sublime hóspede, fazendo-nos esquecer dos autênticos valores desta vida — os tesouros que acumulamos para a eternidade — e de que já nesta Terra podemos, de alguma forma, prelibar o convívio paradisíaco para o qual Ele nos convida.

E se acontecer que, depois de tanto bater Lhe negarmos pousada, Nosso Senhor se vá? Como nos arranjaremos?

— Temo a Jesus que passa”, dizia Santo Agostinho… ⁽¹⁾

Ele, entretanto, em sua infinita bondade nos deu uma Mãe de Misericórdia, que vem junto com seu Divino Filho. Mas, ao notar que a porta não se abre, faz de vez em quando o papel de sacrossanta intrusa: entrando pela janela, se aproxima de nós a fim de chamar a nossa atenção e nos predispor para recebê-Lo. Feito isto, retorna para o lado de fora para, com Ele, seguir tocando ⁽²⁾.

Peçamos a Maria Santíssima que nos ajude a abrir e manter escancarada esta porta a fim de que Eles penetrem em nossa morada e nela façam a sua.

E tendo sido nossos hóspedes nesta Terra, abram para nós as portas da Pátria Celestial.

.
.

⁽¹⁾ SANTO AGOSTINHO,Obras Completas, Madrid,BAC, 1983, v.X, Sermo LXXXVIII, c.13, n.14., p.550.

⁽²⁾ CORRÊA DE OLIVEIRA, Plinio, Palestra, São Paulo, 5 jun.1974.

Irmã Juliane Campos, EP

Adaptado da Irmã Juliane Vasconcelos Almeida Campos, EP, “Eis que estou à porta e bato”… , Revista Arautos do Evangelho, nº 141, setembro de 2013, p. 50-51.

2 thoughts on “Se você não abrir…

  1. Pingback: Se você não abrir… | Arautos do Evangelho

  2. Salve Maria!
    Com toda certeza temos que deixar nossas portas escancaradas vamos pedir Nossa Senhora que nos ajude abrir e manter a porta aberta.
    Salve Maria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *